Translate

domingo, 15 de janeiro de 2017

Margaret Leonard- USA (Maine) visual artist


 
Margaret will stay in our residency for 4 weeks.
 "I look forward to observing the natural surroundings at ARTerra . I want to express my view of the natural world and and include some of the bird life that is common to the area."

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Adam Melbye & Julia Reidy- Tennis of all kinds duo music projet

Julia Reidy and Adam Pultz Melbye são o duo de musicos que participam neste projeto. Sediados em Berlim, mas ela australiana e ele holandês, criaram este projeto musical ( guitarra e baixo) e estarão no ARTErra a trabalhar para o álbum ( já o segundo) que irão gravar este ano lá mais para a Primavera.



" The residency of Tennis of All Kinds (Julia Reidy and Adam Pultz Melbye) is based on an interest in the peculiarities of stringed instruments and their resonant capabilities.
During the residency, Reidy and Melbye will explore tuning systems that make their instruments resonate in new fashions, allowing the two musicians to create extended compositions. Concentrating on the physical, psychophysical and aesthetic aspects of fundamental musical building blocks such as the harmonic and inharmonic spectrum, the duo will create a series of compositions that will form the basis of Tennis of All Kinds’ second album to be recorded in the spring of 2017.

Tennis of All Kinds is a duo formed in Berlin in 2015 by Australian guitarist Julia Reidy and Danish double bassist Adam Pultz Melbye.
The duo released its debut cassette tape on opalmine/Noema in October 2016."

www.juliareidy.bandcamp.com
www.adampultz.com



segunda-feira, 14 de novembro de 2016

From Argentina Ivana Salfity in residency

Esta artista chega da Argentina onde durante 5 semanas estará em residencia a desenvolver o seu trabalho.


"During the ARTErra residency I am interested in building a series of pieces which talk about space as a subtle zone that is traversed. I am keen to see what is pendant, empty, like a trace; to centre my view on the loss andemptiness generated by displacements: from movements there is always something left either in the interior or in the exterior. Starting from materiality and shape, I intend to work with images, videos and objects which disarticulate the way of observing things, thus waking tactile perception.Skin -as a film and cover of what exists- and time, will be present under the shape of an expansive plague, a contamination."
+ INFO http://www.ivanasalfity.com.ar/

 

sábado, 5 de novembro de 2016

sábado, 24 de setembro de 2016

Jamie Bastoli- Ground Up project

Jamie Bastoli chega da Austrália e estará connosco cerca de 3 semanas para prosseguir a sua investigação e experimentação na area multimedia e de instalação.
Irá utilizar materiais naturais e não só e estará focada na constante mudança da paisagem.
+ INFO jamiebastoli.wordpress.com

"From the ground upFocusing on the aesthetic of the line, my project will explore place as a constantly shifting visual system. Collecting both natural and man made materials, I will create assemblages in the studio and landscape to characterise the involvement of shifting visual systems as everydayoccurrences."

sábado, 17 de setembro de 2016

Catherine Jonhson- Eco Kids Project



Catherine Johnson é uma artista  e professora de ciências  que vive em Seattle, Washington , EUA . Catherine cria a sua arte também para alimentar  a discussão de temas importantes como a justiça social e proteção ambiental. Durante a sua residência artística , ela vai trabalhar com os alunos  da aldeia de Lobão da Beira celebrarando o meio ambiente local. Os alunos irão ter a oportunidade de explorar diferentes técnicas arísticas  em diferentes suportes . Os indivíduos de cada peça vai ser animais , peixes e plantas. Junto com cada peça de arte , os alunos irão discutir como um ambiente limpo é importante para manter a beleza de sua localidade. Juntos, eles vão criar uma mensagem para enviar aos agentes ambientais locais e nacionais . As crianças têm uma voz importante na discussão de como nos tratamos uns aos outros e da natureza que nos rodeia.Catherine
 Johnson is an artist and a science teacher based in Seattle, 
Washington, USA. Catherine creates art to cultivate discussion about 
important themes such as social justice and environmental protection. 
During her artist residency, she will work with students to celebrate 
the local environment. Students will practice different fine art skills 
while creating art in different media. Subjects of each piece will be 
animals, fish, and plants.  Along with each piece of art, students will 
discuss how a clean environment is important to uphold the beauty of 
their town.   Together, they will craft a message to send to local and 
federal environmental agents. Children have an important voice in the 
discussion of how we treat one another and the nature around us. 
*INFO-  http://www.catherinespaintings.com/                http://www.catherinejohnson.faso.com 




Porquê,o quê, para quê, a quem, como , onde. Why,What,for,whom,how,where?

1.PORQUÊ?
Why?

Este espaço de criação e formação artística surge de uma necessidade de encontrar espaços físicos onde os artistas se possam encontrar e reflectir sobre os processos criativos, e desenvolvê-los de uma forma intensiva e focada.
O ARTErra é uma iniciativa privada.
Numa lógica de laboratório, o artista encontra no Arterra uma casa com uma serie de comodidades, um quintal de criação, onde existem espaços vários para a criação e desenvolvimento de um trabalho artístico, e a possibilidade de apresentação do projecto desenvolvido ao público.

This space for creativity and artistic training comes from a need for physical spaces where artists can meet and reflect on the creative processes, and develop them in an intensive and focused way.
The ARTERRA is a private initiative.
The artist finds in ARTERRA a house with a series of facilities,and a creation of a yard, where there are several spaces for the creation and development of an artistic work, and the possibility of introduction of the developed to the public.


2. O QUÊ? What?

Neste espaço procuraremos facultar aos artistas e aos projectos todas as condições para o desenvolvimento do processo criativo.
O Arterra tem condições físicas e técnicas para proporcionar a realização de diversos focos de trabalho artístico, desde concepção de exposições, criação teatral, atelier e workshops, formação...

In this space we will seek to provide artists and projects all the conditions for the development of the creative process.
The ARTERRA has physical and technical conditions to be realized by several outbreaks of artwork, from design exhibitions, theatrical creation, studio and workshops, training...




3. PARA QUÊ? What for?

Para que a criação em comunhão com a natureza seja uma realidade, para fomentar uma dinâmica de grupo estrita, para trabalhar em residência num ambiente rural.
Diversificar e descentralizar a oferta cultural.
Desenvolver acções e formações que contribuam para a qualificação dos profissionais do sector artístico.

For the creation in communion with nature is a reality, to foster a dynamic group strictly for work in residence in a rural environment.
Diversify and decentralize the cultural offer.
Develop training activities and contributing to the qualifications for the arts.


4. A QUEM? To whom?

Este espaço destina-se a profissionais das diferentes áreas artísticas, entidades ou criadores independentes, portugueses e estrangeiros.
Pode também excepcionalmente receber projectos de formação para público em geral e para crianças

This space is intended for professionals from different artistic areas, groups or independent creators, Portuguese and aliens.
You can also receive exceptional training projects for the general public and for children


5.COMO?How?

Para a candidatura deverão constar os seguintes elementos:

- C.V. do artista

- Portfolio, vídeos, imagens…

- Descrição do projecto a desenvolver no ARTErra, onde constem os objectivos do projecto, necessidades e expectativas da residência e todos os pormenores necessários á compreensão da proposta.

- Datas e Duração da residência pretendidos (minimo 2 dias,máximo 6 meses)

- Detalhes (necessidade de refeições, especificidades do trabalho, nº de pessoas, informações suplementares relevantes ao processo de trabalho)

The application must contain the following elements:


- C.V. artist
- Portfolio, videos, photos ...
- Description of the project to be undertaken ARTERRA out, including the project's objectives, needs and expectations of residence and all the details necessary to understanding the proposal.
- Dates and Duration of residence
- Details (need for meals, work characteristics, number of persons, additional information relevant to the work process)



6. ONDE? Where?


Esta estrutura situa-se numa aldeia no concelho de Tondela, distrito de Viseu. (PORTUGAL)

Morada:Address
R.Nossa Srª. do Crasto,Nº380
Lobão da Beira
3460-207Tondela

MAIL:arterra.geral@gmail.com

SITE:http://arterra.weebly.com/

Tlm-(351)963779054

Está a 2h30 de carro de Lisboa, 1h do Porto e Aveiro, 45m de Coimbra e 15m de Viseu.


Coordenadas:
Latitude: 40°31'15.86"NLongitude: 8° 1'57.64"W